Campos dos Goytacazes
São João da Barra
São Francisco de Itabapoana
Italva
Cardoso Moreira

Campos dos Goytacazes, Domingo, 23 de Junho de 2024

Secretária-Geral da 12ª Subseção participou do lançamento do "Feirão Limpa Nome"

A secretária-geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – seccional Campos, Mariana Lontra Costa participou, na manhã desta terça-feira (31)


01/11/2023 11h29

A secretária-geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – seccional Campos, Mariana Lontra Costa participou, na manhã desta terça-feira (31), do lançamento do “Feirão Limpa Nome”, promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e que acontece nos próximos dias 6,7,8 de novembro, no Palácio da Cultura, na rua Alvarenga Filho, no Centro de Campos dos Goytacazes, das 9h às 17 h. A 12ª Subseção da OAB/RJ apoiará o evento através da Comissão de Mediação e Arbitragem. O Feirão terá o apoio, também, da Prefeitura de Campos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Procon, e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Mais de 30 empresas já estão cadastradas.
“Que as empresas possam, realmente, oferecer valores atrativos e um desconto que, de fato, faça com que o consumidor possa quitar o débito. Isso irá fomentar a economia, principalmente agora, chegando o final de ano. É preciso lembrar que estamos num período pós-pandemia e muita gente ainda não se recuperou. Será uma oportunidade de se recuperarem financeiramente”, destaca a advogada, que estava acompanhada da presidente da Comissão de Mediação e Arbitragem, Glaura Correa de Almeida e Irina Lhamas Cajueiro.
O juiz Ralph Manhães, do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Comarca de Campos dos Goytacazes, explica que o objetivo é devolver cidadania para as pessoas. “Um evento importante que vai oxigenar a economia local e as empresas vão poder também respirar um pouco mais e ter de volta os consumidores”.
Presidente da CDL, Edvar Chagas Jr, aponta que, só no cadastro do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), há cerca de 50 mil pessoas – praticamente 10% da população campista. Em dívidas, mais de R$ 22 milhões.
“Ano passado fizemos o Feirão em parceria com a CDL e foi um sucesso. Agora temos uma parceria de peso com a presença do Tribunal de Justiça, que está colocando as instituições financeiras que são os maiores credores. O Feirão é muito importante para o aquecimento do comércio, porque muita gente vai passar a ter crédito depois de quitar suas dívidas”, destacou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Felipe Knust. Já o diretor do Procon, Carlos Fernando Monteiro lembra que o Feirão “Isso é bom para o comércio, é bom para o município, gera divisa e gera receita para todos”.

1

Dúvidas? Chame no WhatsApp